Empreendimento

Boavista 44

Rua da Boavista
Cais do Sodré
Lisboa - Portugal

O empreendimento “Boavista 44” é um edifício construído no ano de 1841 e que passou por um profundo processo de reabilitação (retrofit), respeitando ao máximo as suas características históricas, como os tradicionais azulejos da fachada, as cantarias em pedra esculpida, as “Cruzes de Santo André” da estrutura Pombalina, dentre diversos outros aspectos, o que o torna um raro exemplar de respeito ao patrimônio histórico e cultural da Cidade de Lisboa.

O empreendimento é composto por apartamentos T0 (Loft), T1+1 (Quarto, Sala e mais uma cama de casal no mezanino), T2 (2 Quartos e Sala), além de uma loja comercial no rés-do-chão (térreo).

Todas as unidades serão entregues com equipamentos de cozinha, mobiliadas e decoradas de acordo com as imagens em 3D.

 

A localização é extraordinária, fica próximo o polo gastronômico do Cais do Sodré e ao lado do elevador da Bica, que liga o Cais do Sodré ao Chiado em menos de 2 minutos.

A região é muito procurada por turistas, por se tratar de uma zona histórica, super charmosa, com amplo comércio, museus, restaurantes, etc, além de fácil acesso a todos os meios de transporte disponíveis no Cais do Sodré (Metrô, trem para Cascais, transporte fluvial para a margem sul do Rio Tejo, elétricos “bondes”, etc).

Indicamos também empresa para a administração de “short rentals”, locações de curta duração, muito comum em Portugal e que tem trazido excelentes resultados, superior a 4%a.a.
Existem inúmeras vantagens de investir em Lisboa:

 

  • Investimentos acima de € 500.000 dá direito ao “Golden Visa” (visto para residência que pode se desdobrar em nacionalidade após alguns anos);
  • Planejamento sucessório. (Não há imposto de transmissão sucessória e doação em vida para parentes);
  • Isenção de I.M.I (Imposto Municipal de Imóveis – Equivalente ao nosso IPTU), durante 03 anos para não residentes;
  • O imóvel pode gerar renda de locação após a entrega, pode ser utilizado em férias, residência ou vendido.
  • Valorização imobiliária local em função de fortes investimentos internacionais que estão sendo direcionados à Portugal, em sua maioria de Franceses, Ingleses, Russos, Chineses, Belgas, e Brasileiros.